Alimentacao vegetariana balanceada

A pesquisa mais recente reforça os benefícios para a saúde do vegetarianismo.

Dietas baseadas em vegetais estão se tornando mais populares no mundo. Um relatório de 2017 descobriu que 6% das pessoas nos EUA agora se identificam como veganas, em comparação com apenas 1% em 2014.

Apesar desse crescimento constante, os EUA ainda estão atrás de muitos outros países quando se trata de trocar proteína animal por proteína vegetal. Em alguns países da Europa , por exemplo, uma grande parcela dos consumidores segue atualmente uma dieta com pouca carne.

 

Com os resultados apresentados na Nutrition 2018 podemos inferir os benefícios atrelados a dieta do tipo vegetariano e a importância da qualidade da comida para a saúde .

Apresentamos alguns resultados top-line desses estudos abaixo. Uma observação interessante é levar em conta que os resultados devem ser considerados “ resultados preliminares” o motivo é que :

Estes resumos não foram avaliados por um padrão mais rigoroso a nível científico por tanto é preciso cautela ao levar ao pé da letra todos os resultados obtidos por este meio .

Portanto, como citado acima é necessário cautela ao considerar esses resultados como “resultados válidos” até que sejam devidamente avaliados.

Veja também nosso conteúdo sobre – https://www.oandpbusinessnews.com/10-alimentos-que-voce-deveria-incluir-em-sua-dieta/

Vegetarianos e doenças relacionadas ao coração

 

O estudo da Holanda analisou quase 6.000 pessoas; A equipe descobriu que aqueles que comem uma alta proporção de proteína derivada de plantas para proteínas derivadas de animais estavam em menor risco de desenvolver doença coronariana mais tarde na vida.

O estudo brasileiro analisou cerca de 4.500 pessoas e concluiu que as pessoas que tinham uma dieta rica em proteínas vegetais eram 60% menos prováveis ​​do que as pessoas que tinham uma dieta rica em proteínas de origem animal para desenvolver um acúmulo de placas nas artérias do organismo. coração.

Para pessoas que sofrem de Diabetes e Doenças cardíacas foi avaliado um fator de risco menor quando estão utilizando o vegetarianismo como forma de alimentação , segundo o estudo .

Em comparação com seus pares não vegetarianos, os vegetarianos do sul da Ásia exibiram:

  • circunferência da cintura menor
  • quantidades menores de gordura abdominal
  • baixar o colesterol
  • baixo nível de açúcar no sangue
  • menor índice de massa corporal ( IMC )

Eles também foram menos propensos a ganhar peso e tiveram uma menor taxa de mortalidade.

 

De acordo com estudos do instituto nacional de saúde é a forma mais barata dê se financiar a prevenção de doenças.

 

Baseado nos estudos em que pessoas que se alimentam bem tem pelo menos 60 % menos riscos de doenças quanto as que se alimentam mal , calculou se que se pouparia dê orçamento público voltado a tratamentos de doenças provenientes de má alimentação e sedentarismo na casa de bilhões de reais.

 

O sus por sua vez tem ajudado na pesquisa por ter células espalhadas em cada município buscando dados e enriquecendo as pesquisas

 

Porém uma parte significativa das pessoas por ter plano de saúde privado acabam por não ter o Cartão do SUS , isto implica que estas pessoas acabam por ficar fora desta estatística

 

Seria necessário que estas pessoas mesmo com plano de saúde fizessem o cadastro na rede próxima dê seu município para ter acesso ao cartão do sus , fazendo com que assim elas entrem para as estatísticas e ajudem com a pesquisa .

 

Esta pesquisa visa patrocinar projetos de educação alimentar para toda a população pleiteando futuros descontos para alimentos de boa procedência , etc .

 

Alimentação vegetariana balanceada – A qualidade dos alimentos

 

Em outro estudo, pesquisadores da Escola de Saúde Pública de Harvard, Chan, em Boston, Massachusetts, examinaram se havia uma associação entre comer alimentos saudáveis ​​à base de plantas e reduzir o ganho de peso.

Vale ressaltar aqui uma pesquisa realizada com mais de 100 mil adultos , esta pesquisa inferiu num período maior que 4 anos que não basta apenas comer vegetais.

Segundo esta pesquisa dentro dos vegetais existem os “mais saudáveis e os menos saudáveis” .

Do grupo que consumiu os vegetais mais saudáveis que compreendem : grãos integrais,nozes e frutas : tiveram uma porcentagem de ganho de peso muito inferior dos outros que comeram vegetais menos saudáveis.

Do grupo que utilizou vegetais menos saudáveis : batata frita, grãos refinados e doces estes tiveram um desempenho bem mediano .

De acordo com outra pesquisa , em comparação com alimentos vegetais e derivados de animais  “ a qualidade dos alimentos é mais importante que a quantidade” , sendo assim mais vale um bom e pequeno grupo de vegetais do que uma quantidade grande de vegetais com baixo valor agregado

Baseado nestas informações pode se dizer que pessoas com condições crônicas de saúde que consumir uma dieta rica em alimentos vegetais de alta qualidade podem ser beneficiadas ainda mais do que as da população em geral.

O consumo de alimentos de origem animal de alta qualidade, no entanto, não foi associado a nenhum benefício significativo para a mortalidade.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *