Como Escolher uma agencia de cuidador de idosos

A escolha pela agência de cuidador de idosos, em muitas ocasiões, acontece rapidamente devido à situação de urgência do paciente. Em outros casos as pessoas podem planejar com antecedência, realizar uma pesquisa mais detalhada com  várias empresas que ofereçam o serviço. Independentemente das condições, esta é uma decisão importante e a escolha errada afeta a todos os envolvidos no processo.

É importante saber se a agência de cuidador de idosos possui profissionais capacitados para o trabalho.  Funcionários, que na prática diária, tratem o paciente com humanidade e carinho são fundamentais para que a família possa ter tranquilidade em deixar seu ente querido a seus cuidados.

A agência de cuidador de idosos ideal atende a todos os requisitos legais necessários, que são fundamentais para o funcionamento pleno da empresa. Dessa forma, a agência retribui a confiança de maneira devida ao contratante e ao seu familiar. Um Cuidador com bom desempenho físico, psicológico, com uma ótima reputação de atendimento e cuidados para com os pacientes proporciona uma experiência satisfatória às partes!

Escolhendo uma Agência de Cuidador de Idosos

Necessidades do idoso

Antes de tudo, observar se  as demandas do idoso serão atendidas plenamente pela agência e se ela possui funcionários certificados e treinados para a função. Escrever em uma lista as necessidades do paciente e pontuar as que podem ser atendidas juntamente com o responsável pela homecare, é uma atitude positiva para filtrar as opções. Pensar o dia a dia e as dificuldades do idoso, e rever os itens que precisam ser utilizados por ele e, até mesmo fazer uma experiência com um cuidador, são etapas importantes antes da decisão final!

Exercícios diários do idoso

Caso o paciente precise realizar algum exercício físico ou de memória, é importante notificar a agência a respeito da necessidade. Fazer uma lista de possíveis atividades que a agência de cuidador de idosos possa programar para o dia-a-dia do idoso é relevante também.

Transporte

É necessário um cuidador que possa acompanhar o paciente às consultas médicas ou atividades sociais? Em caso afirmativo, qual o meio de transporte utilizado? O cuidador conduzirá o cliente no carro do cliente ou não? Eles vão tomar o transporte público (ônibus ou táxi)? São questionamentos que devem ser feitos com antecedência!

Perda de memória

O paciente sofre com perda de memória? Em caso afirmativo, é preciso apontar o fator que gera a perda de memória, que pode ser: Alzheimer, Doença de Huntington, Doença de Pick, Demência do Lobo Frontal, Demência Front temporal, Doença de Lewy, Hidrocefalia de Pressão Normal, Demência Vascular, Doença de Parkinso. Coágulos sanguíneos e tumores cerebrais também podem causar demência. Um diagnóstico do tipo de demência ajudará a agência a entender melhor as necessidades e cuidados  em relação ao atendimento do idoso e designar um Cuidador com o tipo certo de treinamento e qualificações.

Tempo de cuidado

Quantas horas de atendimento por dia o paciente vai precisar? Revisar a lista de serviços que serão realizados durante o plantão de atendimento com a agência será fundamental para responder essa pergunta.  A agência precisará saber as horas de serviço para designar um cuidador adequado e permitirá que a família ajuste as horas após a primeira semana para atender com precisão às necessidades de atendimento.

Alimentação

Há algum requisito especial de alimentação? Comunicar qualquer alergia ou restrição alimentar, será necessário para evitar problemas com o paciente.

Habilidades adicionais

Há algum cuidado específico como: pressão arterial, teste de glicemia, tratamento de feridas ou tubo de alimentação? Comunicar à agência de cuidador de idosos sobre esses cuidados especializados é de extrema importância!

Gestão de medicação

Como são administrados os medicamentos do paciente? Eles estão sendo tomados corretamente?  Existe prescrição médica? Essas são algumas perguntas que precisam ser respondidas com sinceridade pela família na hora de contratar o serviço da agência de cuidador de idosos!

Conclusão

Todas essas informações são essenciais para identificar uma empresa confiável e competente, mas outros pontos também devem ser levados em consideração como, por exemplo, a segurança que o contratante vai sentir no momento da entrevista. Olhar nos olhos de quem será responsável pelos cuidados com o ente querido e sentir veracidade nas palavras é um fator que ajudará na decisão final!

PS: Apenas como sugestão: A KeepHome, uma agência de cuidador de idosos no Rio de Janeiro – RJ. Eles trabalham com plantonistas noturno e diurno, fisioterapia e hospital domiciliar. Entre em contato com eles e peça um orçamento.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *