Quase todas as pessoas a comer salada em algum momento do dia, sobretudo as que levam uma dieta saudável. O melhor deste prato é que ele é muito versátil e complementa a quase qualquer receita. Do forro de um hambúrguer, como o acompanhamento de um bife.

Inclusive, você pode ser o primeiro prato de comida da dieta principal do pequeno-almoço. Estas duas últimas opções tendem a ser mais elaboradas. Ainda assim, a longo prazo, acabam se transformando em um prato monótono e chato, o que requer um esforço para o seu consumo.

Para que isso não aconteça e que cada dia seja um prato diferente, há que reinventar a própria salada. Deixar de lado a rapidez da preparação do prato e dedicar esforço para que cada refeição seja uma explosão de sabor no paladar, refrescante, nítido, leve e saudável. Sem esquecer que tem que fornecer a sensação de estar cheio e satisfeito com a ração ingerida.

Para obter diferentes texturas e sabores a cada dia, você pode misturar salgado com doce , picante. Também, alimentos crocantes com outros mais cremosos. Tantas combinações como imaginação possa vir a ter, o resultado final é um prato saudável, saboroso e delicioso para o paladar. Desde a típica salada com alface, tomate e cenoura, um prato digno de um chef.

1.Equilíbrio de sabores

No restaurante Ngam em Nova York, o chef Hong Thaimee prepara uma salada clássica de mamão. A qual diz que, fornece a cada mordida a frescura do tomate, o ácido do tamarindo e o limão, e a doçura do cânhamo. Para recriar essa união, o chef lembra que toda a salada deve ter algo ácido, doce e uma pitada de vontade.

2. Variedade de texturas

Eu amo o purê na salada”, Comenta o chef do Prêmio Grandes mulheres, do restaurante Alimento em Los Angeles. Prepara uma salada picada com grão-de-bico, que oferece duas novas texturas: Crocante (ao freirlos) e cremosa (ao fazê-los purê). O purê lhe dá corpo à salada e atua também como tempero. Os melhores ingredientes para fazer o purê são todos aqueles que contêm amido, como batatas doces (boñato batata) as cenouras.

3. Além do verde

Em Portland, Oregon, há um restaurante chamado Departure Restaurante + Lounge. O que vão um passo além da salada tradicional. O chef Gregory Gourdent eliminou todos os produtos vegetais de seus pratos e foi substituído por legumes cozidos, marinadas, em conserva, refogados assadas. Dependendo da textura e o sabor que você precisa para equilibrar o prato.

4. Cardápio grande

O chef Cortney Burns do Bar Tartine, San Francisco. Remove medos para fazer uma grande salada e que os clientes fiquem satisfeitos ao comer um prato de salada. Para isso, incentiva a aumentar o arroz, proteínas, sementes, nozes, cozidos e até mesmo lentilhas germinadas a todos os seus pratos de saladas, já que traz variedade e rompe com a monotonia para o paladar.

5. Pares de ingredientes

O restaurante Zaytinya, em D C é o chef Michael Costa. É conhecido por sua regra ao combinar ingredientes: Sim crescem juntos, eles vão juntos”. Orientação obtida a partir das estações do ano, a qual leva a combinar ervilhas, alcachofras e rabanetes em primavera; tomates, pimentões e pepinos no verão; e as maçãs e abóbora no outono.

6. Vegetais

Adoro os talos do brócolis, até mais do que as coroas”, diz a proprietária Jeanne Cheng do restaurante Kye’s, Santa Monica. O brócolis é muito nutritivo e tem uma ótima textura e sabor, mas muitas vezes se desprezam e se esquece, por este motivo, o utiliza como salada no restaurante do hotel. Para dar mais sabor, adiciona-se o bacon e bagas de goji, melhorando o valor nutritivo. De modo que segui seu exemplo e incluir algumas partes de vegetais, tais como folhas de beterraba, cenoura, o aipo.

7. Deixa respirar a sua salada

Pollack, chef do restaurante Alimento em Los Angeles, diz: Nunca manosees” a alface. A alface precisa respirar e pode mudar de sabor e até mesmo de aparência se você não se prepara adequadamente. Tem que ir servida em uma tigela grande e deixá-la cair na dele. Já que não há nada pior do que ter muito verde em uma tigela pequena.

8. Experimenta com os molhos

O azeite de oliva, o vinagre, o sal e a pimenta são os condimentos mais comuns seja separadamente misturados; pode-se fazer um bom tempero. Mas não tenha medo em ser mais criativo. O chef Gregory Gourdent, se inspirou no creme de amendoim para criar o molho de coco, é uma combinação de vinagre de arroz, o amendoim torrar, caju, gengibre e lima. E serve-se com uma folha de alface
como vinagrete. O Delicioso!!!

9.Aproveita até as sobras

O chef Costa oferece um toque diferente para a salada, propondo adicione os legumes cozidos frios, já que são um grande ingrediente desta. Imagine, divirta-se, aproveite e inventa como usar os restos. Como por exemplo, assar, couves de bruxelas fazer cebola caramelizada. Não tenha medo de usar os alimentos cotidianos de sua salada de maneira diferente.