Hoje em dia, é quase essencial subscrever um plano de saúde. Infelizmente, a saúde pública deixou muito a desejar no Brasil. Isso é demonstrado pelo número de brasileiros que se beneficiam dos planos de saúde: em dezembro de 2019, segundo a ANS, havia mais de 48 milhões! Todo mundo sabe que contratar um plano de saúde é uma necessidade, mas como você escolhe o melhor plano de saúde para o seu caso?

Saiba mais sobre os diferentes tipos de planos de saúde

Como regra geral, existem 3 tipos de planos para escolher. Eles são: Individual/Familiar, Coletivo por Associado e Coletivo Corporativo. Vamos entender a diferença entre esses planos para descobrir qual deles é o melhor para você.

plano de saúde, co-pagamento, plano de franquia, plano ambulatorial, plano ambulatorial, melhor plano de saúde, como escolher o melhor plano de saúde, plano de internamento, plano de internamento, plano de internamento, plano de ambulatório, plano de saúde obstétrica

Plano individual

O plano individual ou familiar pode ser alugado por qualquer pessoa. Esta é uma excelente opção para aqueles que não estão satisfeitos com o plano de saúde da empresa, para aqueles que trabalham para uma empresa que não oferece um plano de saúde ou mesmo para aqueles que não têm um emprego formal.

Imagina o Fabrício, um rapaz de 26 anos, a trabalhar como comerciante. Neste caso, ele não tem um emprego formal, mas ainda sabe que marcar uma consulta com um médico particular é muito caro. Portanto, a melhor opção seria entrar em um plano individual no qual você estaria protegido se precisasse de apoio médico.

Neste leque de planos individuais e menos caros, há também o microsseguro, mas nem sempre é a melhor opção. Uma pesquisa vale a pena.

Plano de Afiliação do Grupo

Para subscrever o plano de associação em grupo, o contrato deve ser assinado por uma pessoa jurídica. Exige que todas as pessoas abrangidas pelo seguro de doença tenham uma relação com a associação ou sindicato profissional que assinou o contrato. Essa é uma opção ideal para Seu Pedro, por exemplo, um homem de 76 anos que participa da associação de aposentados do bairro onde mora.

Plano de negócios do grupo

Existe também a opção de associação colectiva de empresas. Para tal, o contrato deve ser assinado por uma pessoa colectiva. Para aderir, os beneficiários devem estar ligados à pessoa colectiva através de um vínculo laboral ou de uma relação jurídica. Por isso, este plano é uma boa ideia para Pedro, que há um ano abriu uma empresa de mudança de óleo e agora, com 6 colaboradores, procura trazer conforto aos seus colaboradores.

O que cobrirá o plano?

Para tomar a melhor decisão possível, precisa de saber o tipo de cobertura que satisfaz as suas necessidades. O plano pode ser:

Ambulatório;

  • Hospital sem obstetrícia;
  • Hospital com obstetrícia;
  • Exclusivamente dentário.
  • Cobertura ambulatorial

Esta cobertura garante a prestação de serviços de saúde, incluindo consultas médicas em clínicas ou consultórios, exames, tratamentos e outros procedimentos ambulatórios. Isso inclui intervenções ambulatoriais e hospitalares. Este plano não cobre internações ou procedimentos que dependam da estrutura médica por mais de 12 horas, como eletroencefalografia, mamografia, raio-x, retinografia, testes de visão de cor ou ultra-sonografia.

O atendimento de emergência é limitado às primeiras 6 horas de atendimento. Se precisar de ajuda após as primeiras 6 horas, será encaminhado para o SUS ou terá de pagar encargos adicionais.

Profissionais:

  • Gestão de consultas, exames e intervenções ambulatoriais;
  • As mensalidades mais baixas;
  • Cuidados de emergência e cuidados de emergência num hospital.

Contra:

  • Cobertura somente durante as primeiras 12 horas de internação;
  • Não há cobertura para hospitalizações, cirurgias ou partos.

Ideal para:

Ideal para quem tem um orçamento pequeno, mas quer a comodidade de consultas e revisões no hospital.